EIS e bioressonância: aparelhos e metodologias novas de avaliação não substituem métodos consagrados, mas complementam!

21 set EIS e bioressonância: aparelhos e metodologias novas de avaliação não substituem métodos consagrados, mas complementam!

 

 

Na minha clínica venho utilizando com sucesso o sistema EIS, juntamente com a bioressonância.

A bioressonância é uma metodologia complementare e que faz uma triagem “screening”, ou como meio complementar para avaliação preliminar, servindo então para levantar a suspeita de uma determinada condição, para se obter uma noção preliminar de como anda o quadro evolutivo.

O sistema EIS, porém foi elaborado com base em mais de 30.000 pessoas, quanto as respostas específicas para cada órgão, sistema, ou ainda função. Ainda assim, os resultados foram comparados com aqueles obtidos pelo padrão ouro de avaliação, isto é, os correspondentes exames laboratoriais para cada caso, ou situação, como sendo o padrão ouro de cada situação clínica.

Para que tudo isso?
Para obtermos uma metodologia mais precisa, rápida, indolor e com certa exatidão de avaliação.

Ainda, para termos mais acurácia, isto é, precisão o resultado é comparado com aqueles da avaliação por biorressonância.
Assim obtemos:

  • – Padrão bioquímico
  • – Padrão endócrino
  • – Padrões cardio-circulatório e de oxigenação
  • – Padrões de sistema nervoso central e autonômico

Com isso podemos saber exatamente qual a melhor forma de realizar o

trratamento na medida em que fica elucidado a resposta de cada setor do organismo humano. 

O importante é entendermos que uma vez detectada(s) a(s) substância(s) correta(s),  sua ação ocorrerá ao longo de um mês e meio a um mês, obedecendo as leis de cura da homeopatia, estabelecidos por Hering:

  • Dos órgãos mais nobres aos menos nobres
  • De cima para baixo
  • De dentro para fora
  • Na ordem inversa de aparecimento dos sintomas, isto épode haver um ressurgimento parcial, leve e passageiro de sintomas. 

Portanto, a proposta de tratamento muda radicalmente a cada um mês em média.

Sem Comentários

Deixe um Comentário