Hepatite e como tratar pela Suplementação

03 mar Hepatite e como tratar pela Suplementação

Hepatite é uma condição médica definida pela inflamação do fígado.
A hepatite pode ocorrer com sintomas limitados ou não, mas muitas vezes leva a icterícia (coloração amarela da pele, membranas mucosas e
conjuntiva), falta de apetite e mal-estar. A boa notícia é que graças a avaliação clínica, corroborada por exames laboratoriais e a bioressonância, esta condição pode ser tratada adequadamente pela Suplementação, associada a ervas e alimentos funcionais.

 <img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”hepatite”/>hepatite hepatite ataque e transmissão

Hepatite é aguda quando dura menos de seis meses e crônica quando persiste por mais tempo. Hepatite é um termo geral que significa inflamação do fígado. Hepatite é uma doença que pode ser causada por uma variedade de vírus diferentes, tais como hepatite A, B, C, D e E. Uma vez que o desenvolvimento de icterícia é uma característica da doença de fígado, o diagnóstico correto só pode ser feito pelo teste no soro dos pacientes, para vermos a presença de antigénios virais específicos e / ou anticorpos anti-virais. A hepatite crônica pode não ter sintomas, ou pode evoluir ao longo do tempo para fibrose (cicatrização do fígado) e cirrose (insuficiência hepática crônica). A cirrose do fígado aumenta o risco de desenvolvimento de carcinoma hepatocelular (uma forma de câncer do fígado).

 

 <img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”hepatite”/>hepatite hepatite-principais-sintomas-da

É importante estarmos atentos as manifestações da hepatite, que apresenta vários sintomas e sinais, mesmo antes da icterícia.

 

 <img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”hepatite”/>hepatite Hepatite A

A hepatite A é a mais comum e com período de manifestação mais curto.

 
 <img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”hepatite”/>hepatite hepatite C e B ou D

Se não for tratada corretamente haverá má evolução da Hepatite com aparecimento de cirrose, ou câncer.

                                                                                               Das Hepatites a pior é a Hepatite C

 <img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”hepatite”/>hepatite hep_b_and_c

Tanto a hepatite C quanto a B podem se tornar crônicas, sendo a C de tratamento mais custoso.

 

<img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”hepatite”/>hepatite Hepatite C

Pela estrutura do virus da Hepatite C dá para se perceber a dificuldade que pode ter o sistema imune em destruir o mesmo. A associação da Vit. K2 com a Bauhinia com a corroboração da Bioressonância e oleos essenciais específicos como de alecrim, entre outros, nestes casos acaba sendo fundamental, assim como a postura em Utita.

 

 <img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”hepatite”/>hepatite Hepatite prevenção

Não apenas para a Hepatite B, mas mesmo nas formas medicamentosas, a prevenção através de métodos eficazes sem, ou com reduzidos efeitos colaterais é a melhor opção. Daí a importância da bioressonância, para detectarmos quais alimentos, ervas, suplementos e homeopatias serão de fato as mais eficazes.

 

 <img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”hepatite”/>hepatite hepatite prev 1

Recomendações dietéticas para Hepatites Crônicas, segundo a clínica, exames complementares e corroborados também pela biorressonância, aqui apenas alguns exemplos: – Se o apetite for baixo, consumir sucos frescos, ou caldo de missô cozido. – Consumir muitos vegetais frescos e outros nutrientes essenciais para a função hepática, na clínica, também determinados pela biorressonância. – Consumir bastante proteína de alta qualidade. Espirulina, tanchagem, alcachofra, ou clorela podem ser indicadas – Eliminar a ingestão de alimentos açucarados e doces, incluindo açúcares refinados e limitar suco de frutas para 2 copos por dia. Utilizar estévia verde natural como adoçante. – Beber em média 2, 5 litros de água  por dia.

 
 <img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”hepatite”/>hepatite Vitaminsinfluence-on-the-organs-and-systems-of-the-human-body-

Terapia com Suplementos para hepatites :
Indicados de acordo com a avaliação clinica de cada caso e com confirmação laboratorial e ainda corroborados com a bioressonância para sabermos qual a melhor opção em cada caso, aqui só alguns exemplos:
– Antioxidantes: vitamina C, vitamina E, ácido alfa-lipóico, beta-caroteno
– Minerais: selênio, zinco, magnésio
– Acetil-cisteína, S-adenosilmetionina (SAMe), ácido ursodesoxicólico (UDCA)
– Ácido fólico, Vits, do complexo B: B6, 5, 3, 2, 1, 12
– Amino-ácidos: lisina, treonina, BCAA, metionina, taurina
– Óleo de fígado de bacalhau:
1-2 colheres de chá por dia ou óleo de peixe cápsulas de 1 g, 1 cápsula duas vezes por dia com alimentos
– Ômega 3
– Epicor
– Quercetina
– Silimarina
– Fosfatidicolina
– GSH
– Fosfatos, DMSO, MSM
– Citratos de sódio, ou potássio
– DHEA e a
– Melatonina.

 

 <img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”hepatite”/>hepatite

Demais Tratamentos (Técnicas complementares) para hepatites:
Existem inúmeros relatos clínicos e dados científicos de melhora da evolução da Hepatite Crônica através da associação de ervas, homeopatia e acupuntura, devendo ser usadas somente sob a supervisão, e/ou consulta de um profissional de saúde qualificado.
Ervas para Hepatites Crônicas:
– Indicados de acordo com a avaliação clinica de cada caso e com confirmação laboratorial e ainda corroborados com a bioressonância para sabermos qual a melhor opção em cada caso, aqui só alguns exemplos:
– Silybum marianum (Cardo) . Pode acelerar a recuperação da hepatite crônica, reduz as enzimas hepáticas, estabiliza as membranas fosfolipídicas de hepatócitos, protege as células hepáticas contra danos oxidativos, protege contra a peroxidação de lipídios, e é antifibrótica.

Outras ervas que serão considerados de acordo com os sintomas dos pacientes são:

hepatite

– Glycyrrhiza glabra (alcaçuz),
– Uncaria gambir (catequinas), e
– Phyllanthus amarus (podendo-se substituir por Quebra-pedra)
Tratamentos para diminuir o fator de necrose tumoral (TNF-alfa):
– Camellia sinensis (chá verde),
– Zingiber officinale (gengibre),
– Tanacetum parthenium (matricária),
– Ginkgo biloba.
Claro que essas e demais possibilidades devem antes ser checadas através de dados clínicos, anamnese completa, além de exames complementares, podendo incluir o eletro-escaneamento, microscopia e a bioressonância, para termos certeza das melhores opções terapêuticas. E também sem nos esquecermos dos fatores predisponentes, ou desencadeantes que levaram a este quadro clínico, o que pode requerer o acompanhamento de demais especialistas.

Agende uma consulta!

Entre em contato conosco nos seguintes telefones: 3889-0273/5549-7651 ou se preferir, mande um e-mail paraclement.hajian@gmail.com

 
 <img src=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif” alt=”hepatite”/>hepatite old-town-on-222700075

Referências:
– orthomolecular.org/nutrients/vitamins.shtml
– http://orthomolecular.org/nutrients/micronutrients.shtml
– http://orthomolecular.org/library/jom/2001/articles/2001-v16n03-p173.shtml
– http://articles.mercola.com/sites/articles/archive/2008/01/02/hepatitis-c-infects-millions.aspx
– http://articles.mercola.com/sites/articles/archive/2008/01/02/hepatitis-c-reconsidered.aspx Eur J Clin Chem Clin Biochem 1997 Dec; 35 (12) :899-905
– http://www.homeopathyworldcommunity.com/forum/topics/homeopathy-treats-hepatitisc
– http://orthomolecular.org/nutrients/proteins.shtml
– http://orthomolecular.org/nutrients/fats.shtml
Acessados em 9-2-2016 às 8:31hs

Sem Comentários

Deixe um Comentário