Lupus como tratar com suplementos homeopatia e ervas

19 fev Lupus como tratar com suplementos homeopatia e ervas

 Lupus eritematoso sistêmico(LES ou lúpus) é uma doença autoimune do tecido conjuntivo. Assim como ocorre em outras doenças autoimunes, o sistema imune ataca as próprias células e tecidos do corpo, resultando em inflamação e dano tecidual.

<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”LUPUS”/>LUPUS

Lupus

 

<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”LUPUS”/>LUPUS

Lupus – A gama de sintomas presentes depende da predisposições bioquímico-moleculares de cada um. As bactérias, ou fungos que mais se encontram em exames de pele no lúpus incluíram os seguintes tipos de agentes:
– Staphilococos aureus
– Streptococos mutans
– Candida albicans
– Capnocyto phagaochraceavi
– Fusobacterium nucleatum vii
– Gemell amorbillorum
– Criptococos neoformans.

                                                 Lupus exitem 4 tipos 

<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”LUPUS”/>LUPUS

 

<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”LUPUS”/>LUPUS

Terapia com Suplementos: Indicada de acordo com os dados clínicos, exames complementares e ainda rechecados através da bioressonância, aqui apenas alguns exemplos:
1)- B1 Cloridrato de tiamina: 300 mg a 500 mg, 30 minutos antes das refeições e durante a noite
2) B3 A niacina (ácido nicotínico). Recomendamos 100mg de 3 gramas, trinta minutos antes das refeições e durante a noite
3) Piridoxina (vitamina B6): A falta desta vitamina demonstrou induzir anemia hipocrômica microcítica e lesões neurológicas.
4) cobalamina (vitamina B12): B12 é reconhecido como um fator na síntese de mielina.

 
lupus


5) Ácido ascórbico (vitamina C):
6) A riboflavina (vitamina B2):
7) A vitamina E
8)Óleo de Fígado de bacalhau:
9)AMP adenosina-5-monofosfato:
10) Colina: 700 mg a 1400 mg depois de cada refeição e a noite
11) Lecitina: Damos 1200 mg. Lecitina de feijão de soja após cada refeição.
12) Magnésio: 100mg. depois de cada refeição para fornecer iões adicionais para a atividade muscular. É um ativador de enzimas responsáveis pela “queima” da glicose.
13) Betaína
14) Gluconato de Magnésio, ou Potássio
15) Pantotenato cálcico.

 

<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”LUPUS”/>LUPUS

Demais Tratamentos (Técnicas complementares):
Existem inúmeros relatos clínicos e dados científicos de melhora da evolução de Doenças Crônicas da Pele (Lúpus, Psoríase e etc) através da associação da homeopatia e acupuntura, devendo ser usadas somente sob a supervisão, e/ou consulta de um profissional de saúde qualificado. Claro que essas e demais possibilidades devem antes ser checadas através de dados clínicos, anamnese completa, além de exames complementares, podendo incluir o eletro-escaneamento, microscopia e a bioressonância, para termos certeza das melhores opções terapêuticas. E também sem nos esquecermos dos fatores predisponentes, ou desencadeantes que levaram a este quadro clínico, o que pode requerer o acompanhamento de demais especialistas.

 
<imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”LUPUS”/>LUPUS

Referências:  http://orthomolecular.org/nutrients/fats.shtml
 http://orthomolecular.org/nutrients/vitamins.shtml
http://www.mayoclinic.com/health/lupus/DS00115/DSECTION=alternative-medicine
http://www.townsendletter.com/Klenner/KlennerProtocol_forMS.pdf
http://orthomolecular.org/nutrients/proteins.shtml
http://orthomolecular.org/nutrients/carb.shtml
 Acessados em 18-2-2016 às 9:00hs

                                      https://en.wikipedia.org/wiki/Systemic_lupus_erythematosus
 
 
Sem Comentários

Deixe um Comentário