Urticária e tratamento com a suplementação

27 jul Urticária e tratamento com a suplementação

Urticária, é um tipo de erupção cutânea que evolui a uma notável pele vermelha, inchada, com coceira e áreas pálidas. Pode causar uma sensação de queimação ou ardência. Graças a Clínica, corroborada com exames e bioressonância é possível detectarmos a origem dos casos e darmos o tratamento adequado.

Urticária baby-rashes-pictures

Urticária freqüentemente é causada por reações alérgicas, no entanto, existem muitas causas não alérgicas.
A maioria dos casos com duração inferior a seis semanas (urticária aguda) são o resultado de um gatilho alérgico.
Casos crônicos (com duração superior a seis semanas) raramente são devidos a alergias, mas sim decorrente de alguma desordem biomolecular e potencializada por algum agente infectante.

Urticária
Urticária conglob perineal

Sinais e sintomas da Urticária com   Equimoses (áreas em relevo rodeada por uma base vermelha) de urticária pode aparecer em qualquer parte da superfície da pele.
Se o gatilho é alérgica ou não, um complexo de libertação de mediadores inflamatórios, incluindo histamina a partir de mastócitos cutâneos, resulta na fuga de fluido a partir de vasos sanguíneos superficiais.

 

Urticária edem oral

Angioedema é uma condição relacionada a Urticária (também de causas alérgica e não alérgica), embora a fuga de fluido provenha de vasos sanguíneos muito mais profundos das camadas subcutâneas ou submucosa.

Urticária
Urticária vascular Facial-Hives-Pictures-3

Urticária pode formar colmeias individuais que são dolorosas, ou deixar um hematoma.
São mais propensas a ser uma condição mais grave chamada urticária por vasculite.
 Quando aguda é definida pela presença de pápulas evanescentes que resolvem completamente dentro de seis semanas. torna-se evidente a urticária aguda de alguns minutos após a pessoa tenha sido exposto a um alérgeno.
O gatilho pode ser de origem alimentar.
Alimentos comuns podem ser a causa, assim como a abelha ou vespa, ou contacto da pele com determinadas fragrâncias.
Infecção viral aguda pode ser outra causa comum (exantema viral).
Causas menos comuns incluem fricção, pressão, temperaturas extremas, exercício e luz solar.
A condição crônica é definida pela presença de pápulas evanescentes que persistem por mais de seis semanas.

 

Urticária dermograf

Urticária causada por contato com a pele (muitas vezes linear na aparência) são devido a uma condição benigna chamada dermografismo. Visto em 4-5% da população, é um dos tipos mais comuns. Na maioria dos casos, a causa é desconhecida, embora possa ser precedida por uma infecção viral,  terapia com antibióticos, ou perturbação emocional.

Urticária
Urticária conglob facial

Drogas que dão reações alérgicas podem provocar urticária também. Incluem-se: – codeína, -dextroanfetamina, – aspirina, – ibuprofeno, – penicilina, – clotrimazol, – trichazole, – sulfonamidas, – anticonvulsivantes, – cefaclor, – piracetam e – antidiabéticos. A glimepirida (nome comercial Amaryl) sulfonilureia antidiabético, em particular, tem sido documentada por induzir reações alérgicas que se manifestam como tal. Muitas drogas, por exemplo morfina, pode induzir a libertação direta de histamina não envolvendo qualquer molécula de imunoglobulina. Além disso, um grupo diversificado de substâncias sinalizadoras, chamado neuropeptídeos, foram encontrados por serem envolvidos na reação induzida. A Urticária induzida por drogas podem evoluir até a  insuficiência cardiorrespiratória severa, por todas essas razões é fundamental corroborar a ação de cada substância ou medicamento pela bioressonância.

 

Urticária zosteriforme

Urticária pode ser uma complicação e sintoma de uma infecção parasitária, tal como blastocistose e estrongiloidiase entre outros. Agentes virais, mesmo como da gripe podem estar envolvidos também. Uma causa menos comum é a exposição a certas bactérias, como Streptococcus ou possivelmente por Helicobacter pylori.  Por todas essas razões é fundamental corroborar a etiologia pela bioressonância.

Urticária
Urticária stress

Urticária colinérgica ou por Estresse é uma urticária física que é provocada durante eventos físicos com suor como o exercício físico, tomar banho, ficar em um ambiente aquecido, ou stress emocional. As colmeias produzidas são geralmente menores do que colmeias clássicas e são geralmente de curta duração.

 

 <imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”Urticária”/>Urticaria Urticaria facial homem

Urticária por exposição ao sol; a condição se torna evidente dentro de minutos de exposição. Após o indivíduo não é exposta ao sol, no entanto, a condição começa a enfraquecer dentro de alguns minutos a algumas horas, e raramente dura mais tempo do que 24 horas. A reação solar é classificado em seis tipos diferentes, dependendo do comprimento de onda da luz envolvida. A ocorrência de reação solar induzida por drogas pode ser associada com porfírias. Isto pode ser causado por ligação de IgG, não IgE.

Urticária
 <imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”Urticária”/>Urticaria

Urticária e população bacteriana:
Há cerca de 100 trilhões de microorganismos – bactérias, fungos e muito mais – que vivem em e em seu corpo.
As células bacterianas também superam as células humanas por 10 a 1.
Mesmo depois de lavar, ainda existem 1 milhão de bactérias que vivem em cada centímetro quadrado de sua pele. Há também 70 tribos conhecidas de comensais – ou benéficos – bactérias que poderiam estar vivendo em seu corpo agora.  
Em outras palavras, as bactérias que vivem em sua pele estão envolvidos em uma relação simbiótica com você .

Urticária

As bactérias em sua parte interna do cotovelo, por exemplo, do processo as gorduras matérias que produz e, por sua vez hidratar a pele.
As bactérias na microbiota humana possuem colectivamente, pelo menos, 100 vezes o número de genes como o 20000 ou então no genoma humano.
Portanto, é fácil ver como as bactérias em sua pele pode ter uma influência tão profunda sobre a sua saúde.

 

 <imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”Urticária”/>Urticaria

Urticaria e Terapia com Suplementos:
– Sempre indicados de acordo com a clínica e exames complementares e ainda corroborados pela bioressonância.
Aqui apenas alguns exemplos, de como podemos tratar as alergias:
– Quercetina,
– Yellow Sun,
– vitaminas C, D3, K2,
– Ác. fólico,
– NAC- Extrato de semente de uva com zinco,
– enzimas digestivas
– Taurina Lisina e demais suplementos podem dar o apoio correto ao seu sistema digestivo, a depender da análise de cada caso.
Melhorar a digestão:
– betaína, glutamina.
Tratar da candidíase, ou outros infectantes, se presentes.
Remoção de metais tóxicos, flúor, asbestos.

 
 <imgsrc=”http://http://www.criesaude.com/imagem.gif”alt=”Urticária”/>Urticaria

Demais Tratamentos (Técnicas complementares) Existem inúmeros relatos clínicos e dados científicos de melhora da evolução do quadro de Urticaria, através da associação de alimentação correta, ervas, homeopatia e acupuntura, devendo ser usadas somente sob a supervisão, e/ou consulta de um profissional de saúde qualificado. De acordo com a Acupuntura a presença de vento interno (uma forma de agitação interna, por instabilidade molecular gerada por várias indisposições, mas principalmente por indisposições crônicas do fígado) tem relação com a origem das manifestações alérgicas e pode ainda se manifestar com também com tremores. 

Urticária
Urticária

Claro que essas e demais possibilidades devem antes ser checadas através de dados clínicos, anamnese completa, além de exames complementares, podendo incluir o eletro-escaneamento, microscopia e a bioressonância, para termos certeza das melhores opções terapêuticas. Sem nos esquecermos dos fatores predisponentes, ou desencadeantes que levaram a este quadro clínico, o que pode requerer o acompanhamento de demais especialistas.

Agende uma consulta!

Entre em contato conosco nos seguintes telefones: 3889-0273/5549-7651 ou se preferir, mande um e-mail para clement.hajian@gmail.com

 

 

 

Sem Comentários

Deixe um Comentário